CIÊNCIA, UNIVERSIDADE E ESCOLA: INVESTINDO EM NOVOS TALENTOS


O projeto é financiado pela Capes e pelo Finep tem como pressuposto o desafio de contribuir para a estruturação de uma sociedade justa, harmônica e solidária e nesse sentido tem como objetivos principais: promover atividades extracurriculares a fim de tornar o conhecimento científico acessível a professores e estudantes da Educação Básica das Escolas Públicas e elaborar metodologias e materiais didáticos, visando à melhoria das condições de aprendizagem no ensino de ciências, biologia, matemática e física.


A fim de atingir os objetivos propostos, o Projeto estrutura-se nos seguintes Subprojetos:

 

SUB-PROJETO I: Problematizando e Vivenciando a Matemática do Ensino Básico, coordenado pela Profa. Dra. Débora Laurino.

SUB-PROJETO II: Experimente!!!: Atividades experimentais na Educação Básica, coordenado pela Profa. Dra. Paula Regina Costa Ribeiro.

SUB-PROJETO III: A Educação Científica contextualizando as Radiações Solares na Rede Básica de Ensino, coordenado pela Profa. Dra. Gilma Trindade.

SUB-PROJETO IV: A Educação Científica: O Ensino de Física a partir do contexto sócio-cultural e das tecnologias digitais, coordenado Pelo Prof. Msc Valmir Heckler.

SABERES DOCENTES EM DIÁLOGO: CONTRIBUIÇÕES PARA O PROCESSO DE FORMAÇÃO EM REDE - Observatório da Educação/CAPES

 

    O CEAMECIM, e os Programas de Pós-Graduação (Educação em Ciências e Educação Ambiental) têm desenvolvido pesquisas interdisciplinares atuado na formação de professores buscando minimizar as disparidades de qualidade de vida, qualificando profissionais da educação básica e universitária, por meio da formação inicial e permanente, imbuídos dos princípios filosóficos assumidos pela FURG e explicitado em seu Projeto Político-pedagógico. Nesse sentido, estamos empenhados em intensificar as políticas públicas de formação docente, envolvendo as licenciaturas e os alunos dos referidos programas na realidade escolar.


    O projeto busca a formação e qualificação de professores, licenciandos, mestrados e doutorandos através de um conjunto de atividades que articulam extensão, ensino e pesquisa. Assim, assumimos nas nossas ações o compromisso com a capacitação de professores para lidar com a produção cultural humana sendo imprescindível, para isso, o domínio da leitura, da escrita e das novas tecnologias da informação e comunicação; o saber trabalhar em grupo; identificar e buscar soluções responsáveis para problemas da comunidade; leitura crítica dos meios de comunicação.


    Pensamos a formação de professores conjugada a formação de uma rede de conversação que se constitui em um plano coletivo de trocas, na qual os professores, licenciandos, mestrados, doutorandos e pesquisadores expressam suas experiências de forma a se sentirem confrontados, desafiados e apoiados.  Trata-se de focar uma dimensão coletiva que não significa perda da singularidade, mas sim de potenciação da singularidade e do coletivo, ao mesmo tempo.


   Defendemos a hipótese de que a criação e manutenção de redes conversacionais virtuais que permitam a convivência, a interligação dos saberes e as trocas de experiências podem ser um caminho na direção de uma formação sustentada pela cooperação, possibilitando aos sujeitos um espaço para discussões, interações e comunicações de forma reflexiva.  Surge a oportunidade para a autoria, a troca com o outro, num processo de co-autoria que é definido quando o sujeito escolhe o caminho que quer percorrer formando, assim, sua própria rede de significação.


   A execução deste projeto estreita os laços entre a Rede Básica de Ensino e a Universidade na medida em que as atividades desenvolvidas irão propiciar uma maior interação entre os estudantes da licenciatura, mestrandos e os professores e estudantes das escolas.


   O impacto social da proposta objetiva o enfrentamento de problemas educacionais historicamente identificados na formação inicial de professores e na contribuição ao desenvolvimento da educação superior da região, bem como responder aos anseios dos professores da Rede Básica de Ensino, promovendo discussões sobre a realidade educacional e atividades de formação continuada, com a utilização de práticas inovadoras de ensino.
No âmbito do projeto são desenvolvidos os seguintes subprojetos:

 

1- Investigando a constituição de redes de conversação de professores no uso de metodologias educativas acopladas as tecnologias digitais
Responsável: Profa. Dra. Sheyla Costa Rodrigues

 

2- (Re)pensando práticas relacionadas à sexualidade na formação inicial e continuada de professores/as do ensino fundamental
Responsável: Profa. Dra. Paula Regina Costa Ribeiro

 

3- Articulação entre formação permanente de professores de ciências e desenvolvimento curricular – PIBID INSTITUCIONAL
Responsável: Maria do Carmo Galiazzi


REDES DE SABERES NA MATEMÁTICA E NA INICIAÇÃO ÀS CIÊNCIAS:

ESCOLA E UNIVERSIDADE EM CONEXÃO

Este projeto se configura como uma investigação-ação que procura criar uma rede de cooperação entre a universidade e a escola. Concentra-se nas áreas de Ensino de Ciências e Matemática, objetivando contribuir para a qualificação das práticas e abordagens metodológicas realizadas nos anos iniciais do Ensino Fundamental. Como foco de estudo, foram selecionadas as escolas do município de Rio Grande que apresentaram os maiores e menores desempenhos no IDEB. As ações articuladas se dirigem na troca de saberes entre essas escolas e professores através de redes de cooperação na qual partilham as boas práticas e modelos de gestão existentes. O projeto já realizou seminários de discussão, visitas guiadas de estudantes dos anos iniciais na universidade, a inserção de estudantes de mestrado, doutorado e graduação na rotina escolar, bem como rodas de formação com professores da rede pública, cursos de extensão, atividades de pesquisa, etc. Foram produzidos artigos para revistas científicas nas áreas de Ensino de Ciências e Matemáticas, participação em eventos nacionais e internacionais. Destacam-se como principais temáticas destas produções as discussões sobre os materiais pedagógicos no Ensino de Matemática, os Projetos de Aprendizagem no Ensino de Ciências e a organização e gestão dos Conselhos Escolares.

ENSINO DE CIÊNCIAS E FORMAÇÃO DOCENTE:

PROVOCAÇÕES À AÇÃO DOCENTE EM TEMPOS CONTEMPORÂNEOS

O objetivo do projeto "Ensino de Ciências e formação docente: provocações à ação docente em tempos contemporâneos" é promover a formação inicial e continuada deprofessores frente ao Ensino de Ciências, tanto nos anos inicias do Ensino Fundamental, quanto nos anos finais deste nível de ensino. Pretende-se discutir questões referentes aos conhecimentos a serem desenvolvidos por estes professores nas escolas de Educação Básica da cidade do Rio Grande e região sul do Rio Grande do Sul.
Sendo assim, os Programas de Pós-Graduação em Educação em Ciências e Educação Ambiental são parceiros fundamentais na realização deste projeto. Além disso, estaremos dando continuidade às ações de desenvolvimento do currículo de diferentes licenciaturas via ação conjunta com os professores em exercício na área de Ciências, mestrandos, doutorandos e licenciandos.
O desenvolvimento curricular dessas áreas científicas será via planejamento de ações docentes e execução de projetos de pesquisa potentes para pensar temáticas importantes para formação continuada de professores do ensino de ciências da Educação Básica, contribuindo com a sua alfabetização científica.
No âmbito do projeto são desenvolvidos os seguintes subprojetos:

Projeto 1: Educação em Ciências e Mídias: problematizando discursos de professores do Ensino de Ciências

Responsável: Profa. Dra. Paula Corrêa Henning

Projeto 2: Experimente!!! Investigando e discutindo atividades experimentais na Educação Básica

Responsável:
Profa. Dra. Paula Regina Costa Ribeiro


Subcategorias